domingo, 24 de outubro de 2010

Terráqueos

TERRÁQUEOS (Earthlings) é um filme-documentário sobre a absoluta dependência da humanidade em relação aos animais (para estimação, alimentação, vestuário, diversão e desenvolvimento científico), mas também ilustra nosso completo desrespeito para com os assim chamados "provedores não-humanos".

Este filme é narrado por Joaquin Phoenix (GLADIADOR) e possui trilha sonora composta pelo instrumentista, dj e compositor Moby. Com um profundo estudo dentro das pet-shops, criatórios de filhotes e abrigos de animais, bem como em fazendas industriais, no comércio de couro e peles, indústria de esporte e entreterimento, e finalmente na carreira médica e científica, TERRÁQUEOS usa câmeras escondidas e filmagens inéditas para narrar as práticas diárias de algumas das maiores indústrias do mundo, as quais dependem de animais para lucrar.

Impactante, informativo e provocando reflexões, TERRÁQUEOS é de longe o mais completo documentário jamais produzido sobre a conexão entre natureza, animais, e interesses econômicos. Há vários filmes importantes sobre os direitos dos animais, mas este supera os demais.
Pode ser baixado gratuitamente no site: http://www.terraqueos.org/

Acabei de assistir agora...chorei o tempo todo. Me senti suja, inútil, horrível.
Senti vergonha de fazer parte da classe humana. Senti vergonha por comer carne, por usar couro...por estar viva num mundo que maltrata tanto as animais. Senti a falta de Deus ou de um ser maior que tudo...
Senti uma dor forte, por achar que talvez não tenha cuidado tanto da Celine...por talvez não cuidar direito do Mingau. Será que estou fazendo o certo?
Não sei direito o que pensar agora...queria só desabafar.
Quem não assistiu, assista...pelo menos pra refletir um pouco sobre a vida...
Tô me sentindo estranha. Acho que preciso refletir muito.



3 comentários:

Art by Lu disse...

Não fique, é pra refletir. Vc ao menos teve a consciência que a grande maioria não tem...
Muita gente nem se da ao trabalho de assistir por medo de tomar consciência, e sentir vontade de mudar os hábitos diante de tanta injustiça causada pelos humanos [afinal, é mais cômodo continuar vivendo na "bolha" e fingir que não sabe o que realmente acontece].
Parabéns, Nice. Vc deu o primeiro passo. Éum documentário realmente tocante, com cenas reais - tristes e belas também! [tem as partes bonitas!! =)]
Bjão!!

Claudia disse...

Não sabia que o tema do filme era esse...interessante.
Imagino que quando assistir também vou chorar. Faz parte.

Entendo perfeitamente sua refleção diante de ser vegetariana e não utilizar objetos de couro e tudo o mais.
Fui vegetariano por 3 anos e ganhei uma anemia braba, por falta de informação e principalmente pq não temos respaldo no comércio de modo geral.
Isso faz pelo menos uns 17 anos, sei que de lá pra cá muita coisa já mudou mas ainda é muito difícil.
E preciso refletir mesmo pra tomar essa decisão.
bjs

Art by Lu disse...

Claudia,

Estranho... Sou vegetariana há 10 anos, nunca tive anemia por isso ou qualquer outra doença... Em compensação, muitas amigas onívoras vivem cheias de problemas de saúde: colesterol alto, ulcera gástrica, problemas de vesícula, infecção intestinal, etc. Essa que tem problema de vesícula foi proibida pelo médico de comer carne, rs.
Acho muito errado as pessoas associarem vegetarianismo à doença, vegetarianos não são doentes nem esqueléticos, como muitos pensam. Se eu não me cuidar, engordo como qualquer mortal, mesmo sendo vegetariana, rsrs.

Nice, te apóio totalmente e te envio receitas!! =D

Bjão