quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

SAINDO DA ZONA DE CONFORTO


Na psicologia, a zona de conforto é uma série de ações, pensamentos e/ou comportamentos que uma pessoa está acostumada a ter e que não causam nenhum tipo de medo, ansiedade ou risco. Nessa condição a pessoa realiza um determinado número de comportamentos que lhe dá um desempenho constante, porém limitado e com uma sensação de segurança.(Fonte: wikipédia)

 Acostumam-se com uma certa rotina, conformam-se a um determinado modo de vida, seja no âmbito familiar, social ou profissional. (Fonte: http://www.escolapsicologia.com/saia-da-sua-zona-de-conforto-e-potencie-a-sua-vida/)

Por que estou escrevendo isso? É por que eu fiquei pensando em como é difícil mudar...principalmente quando a maioria das pessoas, não compreendem sua mudança...O mundo parece estar contra você...e são tão poucos os que estão ao seu lado... As lutas são tão difíceis e as vitórias são poucas. 
Se sentir cercado por uma atmosfera vazia...Será que não era melhor voltar à zona de conforto? Ver o mundo com os óculos de lentes cor-de-rosa? Tudo bonitinho....
Não consigo mais voltar...acho que desde muito cedo eu não pertencia a essa atmosfera...meu lado sempre foi o lado negro (Darth Vader é meu preferido, sim).
O que eu queria agora era tentar voltar ao passado.. e apagar um monte de coisas da minha vida. 
Me questiono sobre as atitudes das pessoas, sobre religião, sobre tudo...Uma inquietação...
Será que um dia tudo será diferente? Será que esse mundo mudará?

4 comentários:

Art by Lu disse...

Ai, Nice... Nem sei se sou a melhor pessoa pra comentar sobre isso, rsrs
Sair da zona de conforto dói. Crescer dói. Encarar as coisas de frente é um golpe duro para alguns [que compensa, ainda assim]. Viver não é fácil, mas também não é bicho de 7 cabeças, rs. E a maioria das pessoas não quer passar por esse processo, não quer sair da "matrix".
Acredito que no fundo, bem lá no fundo, as pessoas sabem o que acontece no mundo sim. Mas preferem "fazer de conta" que não, preferem fazer de conta que essa sociedade doente em que vivemos é normal e que devemos nos "encaixar".
Acho que simplificar a vida é um bom começo. Cortar o que não faz bem, na medida do possível. Eliminar. Desapegar. "Desviciar".
Bjão!

Milene Widholzer disse...

Oi Nice: Acho que sair da zona de conforto é difícil, é sofrido. Mas também é difícil permanecer nela, principalmente quando se tem a mente atenta e o coração aberto. Pessoas assim não conseguem "fazer de conta", possuem olhos que enxergam...

Acho que não voltaria ao meu passado para mudar algo (não que não tenha arrependimentos, medos e frustrações - tenho sim, mais do que gostaria)... Mas voltar e mudar, inevitavelmente, faria alterações no que gosto agora, então, prefiro não voltar. Só se fosse para matar a saudade das coisas boas... as lembranças nem sempre são suficientes para nos acalentar.
Acho que o jeito - como disse a Art by Lu - é simplificar a vida. Dar prioridade só ao que for necessário. Viver uma coisa de cada vez, aos poucos, cada um no seu próprio tempo. E tentar curtir muito o que aparecer de bom. Geralmente as coisas simples são as melhores ;)

Beijocas

Claudia Goulart disse...

Nada melhor que um novo ano pra que possamos fazer as coisas de forma diferente.
Mas só as que não nos faz bem.
Minha mentalização no início do novo ano foi: que tudo que não mais me pertence, tudo o que ficou velho e ultrapassado e que não me faz bem, que fique em 2012.
E é o que desejo para todas as pessoas.
Quanto ao passado, hoje, ele só pode nos ajudar a revermos nas próximas atitudes e não ser fator de culpas e arrependimentos...
Desejo que seu 2013 seja repleto de boas experiências, bem movimentado e alegre.
bjs

Silvia Freitas disse...

Olá, vim conhecer seu blog e vi que temos coisas em comum: gostamos de cinema e gatos!
Já virei seguidora de seu blog e convido para que conheça os meus:
O Na Manha do Gato - http://namanhadogato.blogspot.com.br/ - onde falo sobre TV, cinema, viagens, e outras coisinhas mais;
e o Minhas Gatas Manhosas - http://minhasgatasmanhosas.blogspot.com.br/ - onde conto as peraltices de minhas gatinhas e outras coisas sobre gatos e outros animais.
Beijos!