terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Pensamentos Estranhos

Tenho escutado ultimamente de várias pessoas, que o casamento é uma instituição falida. Os primeiros anos de convivência são bons, mas depois você enjoa da pessoa...quer distância. Aventuras, traições, ou simplesmente solidão entre duas pessoas.
Eu estava pensando nessas coisas, e resolvi colocar meus pensamentos aqui.
Quando eu era mais jovem, eu até pensava em casar...aquela coisa de príncipe encantado mesmo. Hoje, depois de algumas experiências dolorosas, não penso em me casar...mas queria ter uma pessoa especial, pra gente conviver uns dias, uns meses...ou morar junto...
Eu não posso opinar muito sobre o assunto, porque morei junto com uma pessoa por 01 ano, que nunca estava presente...sempre viajando. Então minhas experiências são pequenas.
Mas será que se a gente ama mesmo uma pessoa, não quer ter ela pertinho sempre? Tudo bem que a rotina atrapalha, talvez ver todo dia também...mas não é legal ouvir a voz da pessoa amada...brigar e depois ficar de bem ?
Será que só os primeiros anos são bons? Por que então não fazer de todos os anos, que sejam sempre os primeiros?
Eu fiquei um pouco triste com essas observações sobre casamento...porque eu ainda acredito no amor.
É aquela coisa: tem gente que espera o natal pra dar presentes, pra ficar de bem com as pessoas...eu gosto de presentear as pessoas que amo sempre...não precisa ter data especial. O importante é despertar no rosto da pessoa querida um sorriso.
Por que será que só no Natal a gente tem que ser bom? Não é mais legal você ser bacaninha, mesmo com seus defeitos, o ano todo...e no final compartilhar com as pessoas queridas os bons e os maus momentos?
Eu acho que penso de maneira bem estranha...como já disse não gosto de Natal.
Agora que estou numa fase diferente da depressão, tenho pensado em muitas coisas...e foi legal chegar até o final de 2009. Por que em muitos momentos, eu não desejei chegar até o final. E ainda tem momentos em que eu penso: que tô fazendo aqui?
O ano novo vai trazer mudanças na minha vida profissional...passarei a trabalhar no período noturno. Um desafio...ainda mais pra quem tem depressão crônica.
Mas eu também tenho pensado: desafio é o que eu sempre tenho pela frente. Vamos ver como será no final.

3 comentários:

Olavo disse...

” A alma é invisível,
Um anjo é invisível,
O vento é invisível,
o pensamento é invisível, e,
no entanto, com delicadeza,
se pode enxergar a alma,
se pode adivinhar o anjo,
se pode sentir o vento,
se pode mudar o mundo com alguns pensamentos.”

Boas festas...

Olavo.

Felina disse...

sou casada há 15 anos, nunca desejei casar e muito menos pensei que existisse o tal príncipe encantado, talvez seja esse o grande erro das mulheres, desejar o que não existe, pois o que existe são pessoas diferentes, com vidas diferentes que se unem porque se gostam e escolhem compartilhar suas vidas, como tudo na vida nem sempre são flores, existem as dificuldades e as batalhas diárias para muitas coisas, mas eu tb não sou a pessoa ideial para falar sobre casamento, pois meu marido e eu não somos um casal tradicional, daquele tipo que vive controlando a vida do outro, que acha q só se pode fazer coisa junto, gostamos de coisas diferentes e respeitamos isso um no outro, pois penso que ninguém tem o direito de interferir no que faz o outro feliz, se não for o mesmo para ambos, respeito ao outro como ser único é indispensável para mim numa relação, cada casamento acha seu melhor funcionamento.
Tenha pensamentos positivos, saiba olhar o outro como pessoa real, com qualidades e defeitos que pode ter alguém muito legal ao teu redor e tu nem percebeu, se abra pra vida, se jogue no mundo que as coisas acontecem.
Beijos e Feliz Natal!

Anônimo disse...

Meus pais são casados há 25 anos, ainda trocam presentes-surpresa, elogiam um ao outro pros amigos... Não tenho como NÃO acreditar em casamento, quando o casal se esforça para manter o carinho, respeitando o espaço um do outro. Paixão passa. O amor pode sim ser eterno, mas como tudo q vc quer q dure (um projeto, uma carreira, uma horta) tem de ser trabalhado todo dia, com as quantidade certa de pertos e longes que cada pessoa precisa.

Beijos, Nice! Mesmo sem ser uma data q vc goste muito, espero q tenhas um feliz Natal e um 2010 muito melhor que 2009!

Pá =^.^=