sábado, 16 de fevereiro de 2013

E meus amigos...cadê?

Ontem, antes de dormir, comecei a lembrar de vários amigos que simplesmente sumiram do mapa.
Quando eu trabalhava em um escritório, há 15 anos atrás, eu tinha um amigo muito bacana, que me apresentou a várias pessoas bacanas...às vezes a gente ia em festinhas e um dia fomos na paulista tirar fotos....eu servindo de modelo. Foi bem legal... Mesmo antes de sair do emprego a magia foi se esgotando, por causa de amores mal resolvidos - não da minha parte - e os amigos se afastaram....
Depois, quando entrei na atual empresa, fiz primeiro um curso de 03 meses...e se formaram alguns grupos de amigos...e ganhei uma amiga muito legal.... Depois do cursos, cada um foi pro seu lado e a amizade acabou....meses atrás reencontrei minha amiga....e foi muito bom.
Alguns anos atrás, através da internet, fiz amizade com um grupinho que tinha em comum o amor por uma rádio nova que surgia em São Paulo. Foram alguns meses de diversão, muita risada, barzinhos e até um piquenique. Até descobri o encanto novamente por um destes amigos....mas tudo se disperçou....por ciúmes, por falta de compreensão...sinto falta deste período.
Quado trabalhei numa ONG, pensei que faria amigas, pois tinhamos em comum uma amor grande pelos animais...felizmente fiz algumas boas amigas...agora convivemos no mundo virtual.
Pelo meu amor à escritora Lygia Fagundes Telles, conheci pessoas lindas...e novamente o virtual permanece.
Existem pessoas que saíram do virtual pro real, e que hoje são meus melhores e maiores amigos...felizmente.
Sinto falta de um grupinho de amigos reais...tipo do seriado "How Meet your Mother".... o mundo tá ficando tão egoísta e vazio....

4 comentários:

Art by Lu disse...

Ahh, Nice... O problema as vezes é a geografia, né??? rsrsrs

Milene Widholzer disse...

É bem complicado, não é mesmo?... e não deveria ser ;(
Meus amigos do passado ficaram lá... Não sei porque, mas o reencontro nunca rolou e agora, depois de tanto tempo, nem sei se quero mais. Certamente somos agora todos tão diferentes que prefiro manter a todos - eles e eu - jovens na minha lembrança, em uma época que tínhamos tantas expectativas legais, ousadia, planos, energia...
Acho que prefiro imaginar como ficaram do que saber realmente o que aconteceu.
Beijocas

Michelle disse...

Eu acho que as coisas são cíclicas. Algumas pessoas se tornam mais próximas durante um período e depois se afastam sem motivo aparente. Às vezes ocorre uma reaproximação, às vezes não. Acho que os amigos verdadeiros podem não estar próximos sempre, mas estão constantemente nos nossos pensamentos.
bjo

Claudia Goulart disse...

Infelizmente as coisas não acontecem sempre como a gente gostaria...
Mas acho que o normal é isso mesmo, quando a gente sai de um trabalho só fica um ou dois amigos que ainda iremos conviver. Bom pelo menos comigo aconteceu assim.
Tenho amigas de 20 atrás que foram colegas de trabalho mas é difícil a convivência mais estreita. Cada um tem sua vida, suas preocupações...
E quem dera nossas vidas fossem como as retratadas nos seriados e filmes.
bj