sábado, 10 de dezembro de 2011

Eu e Will Eisner numa tarde chuvosa

A tarde em São Paulo convidava a um cobertor, pipoca e dvd...mas eu queria muito ver a exposição sobre Will Eisner no centro Cultural São Paulo...e resolvi espantar a preguiça.
Valeu a pena...a exposição é simples, mas pra quem curte desenho como eu...um show de técnica do mestre.
Se você não conhece o trabalho dele, procure mais informações...eu retirei do wikipedia algumas curiosidades sobre o mestre que criou THE SPIRIT:



  • Will Eisner era fascinado pelo Brasil, e visitou esse país sete vezes. Certa vez ele disse que não se mudava para o Brasil "porque não conseguia aprender a falar português". Mas havia uma palavra em português que ele adorava, e que não havia similar em inglês:saudade.
  • Will Eisner conta que ficou impressionado quando soube que  Ziraldo, quadrinhista brasileiro famoso e que iria recebê-lo no aeroporto, tinha acabado de sair da prisão. Era 1975 e Ziraldo tinha sido "recolhido" pela ditadura militar brasileira. O mesmo Ziraldo conta que quando conheceu Will Eisner, tremia de nervoso: "Eu estava conhecendo aquele que mais povoou a minha imaginação infantil, e me inspirou a ser o que eu sou hoje".

  • No final dos anos 90 do século XX, Will Eisner dedicou-se a produzir versões em quadrinhos de vários clássicos da literatura. Entre eles, temos  Moby Dick, O Último Cavaleiro Andante (Dom Quixote) e A Princesa e o Sapo. Posteriormente produziu Sundiata, uma lenda africana.

  • Uma curiosidade que Will Eisner conta é que ele sempre preferiu trabalhar com editoras pequenas, de forma que ele pudesse falar diretamente com o editor, e não ter que marcar audiências. 

O Centro Cultural São Paulo é sempre um local que me fascina...uma turma de garotos jogava RPG num canto...outro grupo jogava xadrez..mais a frente, um grupo de garotas dançava algo que talvez seja Britney Spears...uma miscelânea.
Pena que fui novamente sozinha.

4 comentários:

Arte dos Gatos disse...

Que legal amiga, passear é bom, distrai, pena que eu não consiga achar forças pra fazer isso!
bj
si

Claudia disse...

Marido e filha são fãs de quadrinhos e contei pra eles da exposição que você foi e eles torcem pra vir pra cá.
Que bom que espantou a preguiça e fez esse passeio tão bacana.

Quanto a ir sozinha, já fiz muito disso. Ia a teatro, cinema, restaurante e shows.
Nem sempre é legal mas também é oportunidade pra conhecer gente nova.
bjs e um ótimo domingo!

Art by Lu disse...

Se eu ainda estivesse aí, podia ter ido contigo =D
Muito bacana a exposição!

Bjão!

Michelle disse...

Você é a segunda pessoa que menciona essa exposição. Não sabia que o Will Eisner era fã do Brasil. Esta semana vou lá espiar.
Bjo e boa semana!