segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Gatos - por Ruy Castro

Olha só que texto delicioso do Ruy Castro, publicado no jornal Diário da Manha, de Goiânia:

Na semana passada, sem medir as consequências da cobertura, os jornais se atiraram com unhas e dentes à história do gato Billy, que recebeu R$ 20 por mês do Bolsa Família, em Mato Grosso do Sul, durante cinco meses. Resultou que Billy teve o seu bom nome manchado pela história, porque houve quem o imaginasse cúmplice do malandro que se dizia seu dono, o qual embolsou R$ 100 e nem usou parte do dinheiro para lhe comprar um grão de ração.

Não que Billy topasse se locupletar. Os gatos são caçadores; não precisam do Bolsa Família. São também altivos e independentes; dispensam esmolas suspeitas. Um gato nascido e criado em apartamento, se solto, de repente, na rua, encontrará o que matar para comer nos parques ou nos quintais. Jamais irá mendigar comida na porta dos fundos dos restaurantes.

E precisamos parar com essa história de chamar de “gato” as ligações clandestinas. O nome certo é “gatilho” – “gato” é uma corruptela que leva a confusões perigosas, como, há anos, um infeliz comercial de TV que mostrava uma caçada a gatos de morro por linchadores equipados com cães.

Não também que os gatos estejam aflitos com isso. Eles são valentes, sabem se defender e, em situações de risco, recuperam de estalo a cultura de seus ancestrais selvagens. Aliás, o gato não deixou de ser selvagem. Aconteceu apenas que, como o neourbanoide que se tornou, ele desenvolveu uma nova e deliciosa identidade doméstica.

Alguém me perguntou – já que acho o gato tão esperto e safo – por que ele não consegue descer da árvore e tem de chamar o bombeiro. “Mas espere aí, não é o gato que chama o bombeiro”, argumentei. É o dono dele, que fica afobado à toa e não vê que o gato só não desceu da árvore, porque ainda não achou que fosse hora.

Ruy Castro
é escritor e jornalista

7 comentários:

Ana, Aprendiz de Anjo disse...

Lindo! Gato realmente é tudo isso e muito mais. São dignos e principalmente leais e amorosos.

Anônimo disse...

O cara fez a trambicagem e o coitado do gato que levou a má-fama. Coitado do Billy...

E essa do bombeiro foi interessante mesmo... Acho que nunca ninguém achou esqueletinho de gato em cima de árvore, né? Um dia eles descem, de algum jeito.

Beijo da Pá! =^.^=

Claudinha disse...

Muito inteligente o Rui Castro!
rs
e nós tb, pq já sabíamos das qualidades dos gatos a muito tempoooooo!
ai saudade dos Ticossss!
beijos

disse...

ai, amei o texto!!! :)

Flavia disse...

Olá1
tem presente para ti lá no meu blog, espero que gostes.

Boa semana para todos em volta de você.

Fica com Deus.

Luzinha disse...

muito bom!
adorei o texto! o tio aí está certíssimo!

bjus prá ti e prá Celine e o Mingau!

Louca dos Gatos disse...

é o que eu sempre digo, as medidas de segurança felina de casa são por minha causa e não por eles. sou neurótica!