quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Minhas amigas virtuais



Elaine, Luzinha, Milene, Pá, Ana, Japa Girl, Dê...pra mim vocês não são amigas virtuais...são amigas reais. Cada comentário de vocês é lido como se estivessem do meu lado. Obrigada pelo carinho. Realmente estou chegando pertinho do stress, Milene. Realmente não sei se vale a pena mudar e me transformar num ser imbecil...Não sei se eu seria melhor deixando de derramar minhas lágrimas quando me sinto emocionada, quando me sinto triste. Será que eu gostaria de conviver comigo mesmo, deixando de ser meiga e mesmo depois de ser muito magoada, olhar para as pessoas que eu realmente amo e sorrir, engolindo a dor que me causaram? Não sei se eu realmente quero ser assim. Sei que preciso "endurecer sem perder a ternura". Mas não sei ainda como fazer isso.

Agora há pouco estava lendo uma reportagem na revista Vida Simples que me chamou a atenção e me emocionou. A autora da reportagem é a Soninha Francine. Alguns trechos:
Eu passei por vários momentos de desespero na vida, mas, só no ano passado, senti que precisava de uma mão para desatar meus nós. Fiquei abismada de ver como alguém pode revelar tanto a meu respeito a partir de informações que eu mesma forneci - isto é, coisas que, em tese, eu já sabia!
Não deveria ser tão espantoso. Muita coisa a nosso respeito só nos é revelado quando vemos nossa própria imagem no espelho. E a terapia ajuda a enxergar o que era impossível descortinar sozinha: os motivos mais profundos para a irritação e a tristeza, os padrões estabelecidos, as nossas reações "viciadas".
Agora perdi a vergonha. Terapia não é "luxo" nem sou louca "de verdade". Tenho minhas loucuras como quase todo mundo. Mas não preciso sucumbir aos desgostos da vida mais do que eles merecem. É certo ficar triste com algumas coisas. Não é certo não ser feliz nunca. para dor de dente, dentista. Para dor da mente, terapia.

3 comentários:

Daniela disse...

Não sei verdadeiramente quais são seus problemas... mas do fundo do coração espero que melhorem.

Aaaa e seu gato Amarelinho é lindo!
Bjs

Elaine disse...

Olá!
Eu penso exatamente assim: se eu pudesse faria terapia com certeza.
Tenho uma amiga, a Iara, que está fazendo psicologia e diz que todo mundo deveria passar por uma terapia na vida, prá não pirar, sabe?
Tenha uma boa sexta-feira, Nice.
Que Deus te abençoe.

Anônimo disse...

Adorei o finzinho desse trecho, e concordo totalmente com ele! Existem coisas de que temos noção, coisas q às vezes até já ouvimos de uma amiga, um parceiro, dos pais... Mas aquilo só faz mesmo sentido qdo vc se toca q precisa ouvir, e ouve de alguém q sabe como trabalhar aquilo ao seu favor. E muitas vezes, essa pessoa é mesmo o terapeuta.

Nunca fiz terapia, mas conheço muuuuuuita gente q faz e se sentiu TÃO melhor!

Resumindo, só repito aqui o q já foi dito antes: vc é um doce de pessoa, e deve fazer aquilo que for te deijar mais feliz.

PS: Quase chorei de ver meu nominho ali na lista do começo... vc é mesmo um anjo!

Beijo da Pá! =^.^=